Daquilo que se sente

domingo, 10 de novembro de 2013

No ano passado, ainda no antigo trabalho, conheci um carinha que inicialmente chegou para ficar por apenas três meses, mas acabou ficando. Nos aproximamos muito e começamos a sair, sem segundas intenções, que fique claro. Quando dei por mim, as coisas tomaram um rumo inesperado e, de repente, fazíamos todos os programas de um casal, como ir ao Shopping, cinema, viajar nos finais de semana, andar de mãos dadas, ele dormir na minha casa, conhecer meus amigos, passarmos horas trocando mensagens e bilhetinhos no trabalho; mas (tem sempre um mas), para ele, éramos apenas "amigos".
Ele nunca me apresentou como namorada, embora fizéssemos todos os programas de um e nos comportássemos como um casal. Por um tempo, eu, que sempre fui acostumada com migalhas, achava tudo lindo e realmente não via necessidade de um título, já que o que importa mesmo é o sentimento e isso eu acreditava que existia entre nós. 

Um belo dia, saindo do cinema, encontrei um casal de amigos que não via há um tempo e a Amanda comentou: "até que enfim conheci seu namorado", ao que ele prontamente respondeu: "sou amigo dela".
Pela primeira vez a palavra "amigo" soava como um palavrão pra mim. Me incomodei, fiquei triste, meio desconcertada na frente dos meus amigos, mas fiz a linha cega, surda e muda. Só que aquilo foi o bastante para um reflexão pesada sobre tudo aquilo que eu estava vivendo e o que de fato eu queria pra mim. Era óbvio que existia um sentimento e que ele era importante para em várias aspectos, mas por que raios ele não queria ser meu namorado?
Conversamos, tentei entender, abri meu coração, deixei a alma leve e ele foi bem direto quando disse que queria apenas ser meu amigo para evitar cobranças, porque deixando claro que éramos apenas amigos, ele estava livre para fazer qualquer coisa sem que eu cobrasse explicações.  
Fiquei louca das tamancas e resolvi dar um basta, afinal, não costumo beijar na boca e nem dormir com meus amigos. 
Nem preciso dizer o quanto as coisas ficaram insuportáveis no trabalho e quanto aquilo tudo me fez sofrer e chorar noites afora. 
Depois de um tempo, engoli o orgulho e procurei por ele..falei do quanto sentia falta, do quanto ele era importante e o quanto eu ainda o queria na minha vida. Resposta dele? "Você é complicada demais e tem traumas que eu não quero compartilhar no momento." Essa resposta foi como um soco no estômago.
Quando fui demitida, a parte mais feliz de tudo foi saber que eu não conviveria com ele diariamente, fingindo que nada tinha acontecido. 
Eu estava mesmo decidida a não pensar mais nele e seguir adiante. Foi o que eu fiz.
Nesse intervalo, acabei conhecendo um cara muito legal, e que eu, sem o menor respeito ao próximo, decidi aproveitá-lo para esquecer de vez o cidadão anterior. Acontece que a vida é cheia de surpresas e uma dessas surpresas é que eu não imaginava ou esperava gostar dele de verdade..só que é justamente o que está acontecendo. O motivo do meu pânico tem nome e sobrenome: ele é um espanhol, que veio para ficar por apenas dois semestres, que é quando termina o intercâmbio. =(

Aí vem todo aquele medo de perder alguém legal novamente. Sério, por que que as coisas comigo são tão complicadas?
Pesquisar. 



2 Contando um conto e aumentando um ponto.:

  1. Por favor, se descobrir essa resposta de "porque as coisas são tão complicadas", compartilha com todos nós, porque tá difícil mesmo, viu? rs
    A gente não consegue controlar o que vai sentir, muito menos compreender o que as outras pessoas sentem, mas acho que vale tentar acreditar que "tudo acontece por uma razão", e aproveitar as oportunidades sem pensar exatamente o que vai acontecer depois. Não que isso seja fácil, ou que eu também consiga fazer, mas acho que vale tentar.
    Boa sorte! :)

    ResponderExcluir
  2. Sou da mesma opinião da Laila.. Quando descobrir a resposta de "porque as coisas são tão complicadas", nos avise!
    Pode até não parecer, mas a maioria das pessoas tem essas idas e vindas na vida, igualzinha você... As coisas e pessoas vão chegando e indo embora, e ficamos estagnados até entender o real significado, mas, querida, tenho certeza que tudo isso está acontecendo na sua vida por algum motivo. Mil coisas estão acontecendo mundo afora e tudo está conectado de alguma maneira, querendo ou não...
    Daqui um tempo - podem ser dias, meses, pode levar até alguns anos... mas tenho certeza, vc vai fazer um post contando as novidades e avanços que toda essa situação acarretou...

    Fique bem (:
    beijo

    ResponderExcluir







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!