Feriado sem gás.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Eu carrego comigo uma filosofia baratíssima, dessas de boteco copo sujo, que diz que você faz todos os planos, mas é a vida quem se encarrega de fazê-los acontecer ou não.
Daí que chega o primeiro feriado que eu não trabalho depois de muito tempo, e mesmo caindo em um Sábado, a palavra FERIADO ainda detém total domínio sobre o meu raciocínio lógico.
Recusei convites para viajar, porque além de descobrir uma forte veia egoísta (sim, eu queria meu feriado só pra mim), eu ainda tinha muitas coisas para resolver, tipo, arrumar a minha casa que está em estado deplorável. E quando eu digo deplorável, é que a situação está mais que trágica. Inclusive, se por acaso eu parar de postar aqui no Blog, foi porque me perdi no meio da bagunça do meu quarto. 

Então que na Sexta eu abracei o Netflix como melhor amigo, coloquei o Ar no modo neve e corri para debaixo do Edredom. No Sábado, que teoricamente seria o dia da arrumação, eu já acordei bemmm tarde, tipo, 14h. Resolvi que antes de meter a mão na massa eu precisava me alimentar e com muita tristeza no olhar percebi que os armários e a geladeira estavam completamente vazios. No stress. Fui ao mercado, fiz as compras, fiquei toda faceira e preparei um Yakisoba. Quer dizer, tentei, porque ao ligar o fogo, CABÔ GÁS. 
Gente, não tinha gota de gás para contar mentira na esquina. Mantém a calma e liga para o Disk entrega e tem o desprazer de ouvir da mocinha que aos Sábados a entrega é somente até às 18h. 
Controla a fúria, a frustração e o desejo de jogar tudo para o alto e volta para assistir filmes e séries como se não houvesse amanhã. Assisti de tudo, desde A lagoa azul até De volta a lagoa azul. Chorem.
Devo dizer que para não morrer de fome, acabei atacando toda sorte de gordice que encontrei no caminho.

Dia seguinte, no caso ontem, acordei às 13:10 e liguei imediatamente para o Disk entrega e ouço, outra vez, que a entrega aos Domingo é somente até às 13h. 

(Insira aqui o seu xingamento )

Nesse momento eu lancei mão de todos os palavrões que conheço e alguns inventados por minha mente quase fértil e odiei muito não morar num daqueles prédios modernosos, que a continha do gás chega no final do mês. Embora eu tenha um botijão reserva, eu nunca lembro de deixá-lo ali, no seu cantinho, esperando por seu momento, porque o gás em casa costuma durar de cinco a seis meses. 
Em tempo, aproveito para dizer que Gás de cozinha é um bicho meio escroto. Daqueles que não dão sinal de que estão acabando, que em breve irão embora. Algo do tipo "se liga, Princesa, daqui a pouco eu vou escapar e deixar você na mão, melhor arrumar outro."

E foi isso..um feriado de muito filme, seriado e até desenho animado, mas sem uma gotinha de gás. 



1 Contando um conto e aumentando um ponto.:

  1. Olá Plebéia rsrs!

    Sou nova aqui, mas já gostei de visitar, tanto que virei membro ;D
    Eu diria que teu feriado foi até bom hehe(esqueci meu celular no banheiro da Bienal, detalhe, nem paguei ainda o aparelho nada barato :s) nas horas horas que a gente mais precisa acaba luz, gaz, telefone, dinheiro etc etc. Acontece, e com isso aprendemos a ser mais precavidas né?
    Obrigada pela visita.
    Beijos e beijos

    ResponderExcluir







Design e código feitos por Julie Duarte. A cópia total ou parcial são proibidas, assim como retirar os créditos.
Gostou desse layout? Então visite o blog Julie de batom e escolha o seu!